A Pergunta mais poderosa para você se fazer hoje.

Pare um pouco e pense daqui a pouco já é natal! E nesta época começamos a refletir sobre a nossa vida, ou pelo menos deveríamos refletir não é mesmo?

Mas, neste momento como a maioria das pessoas que estão no mundo corporativo se encontram?

Algumas pessoas, estão desesperadas porque acabaram de se dar conta que faltam menos de 60 dias para terminar o ano e precisam alcançar a meta pré-estabelecida.

Outras já estão separando o conjunto de ideias para justificar o porquê não conseguiram alcançar as metas.

E ainda há um grupo de pessoas, talvez pequeno, que estão comemorando por ter alcançado a meta e traçando novas ideias, metas e projetos para o ano seguinte.

Independente de qual grupo você se encontra, é bem provável que neste momento do ano você esteja cansado.

Cansado da rotina, cansado de ter indicadores, planos, projetos e metas.

Isso se deva porque na vida profissional somos cobrados o tempo todo do que precisamos fazer e quando precisamos entregar. Aliás, ultimamente eu tenho percebido que a data mais importante dentro de uma organização é o Ontem, porque todos os projetos deveriam ter sido entregues para ontem.

É neste momento que começamos a ver que a vida é cheia de “Tem que fazer” “Preciso entregar” frases que nos remete o tempo todo uma mentalidade de obrigações.

E quando a gente começa a viver apenas nesses dois pilares do que eu preciso fazer e de quando eu preciso entregar chega uma hora que cansa.

Principalmente se estamos nesta rotina a um bom tempo. Muitas vezes passam se anos e mais anos e as coisas continuam da mesma forma: Elaborar projeto, definir indicadores e bater metas.

A vida começa a se tornar chata, sem brilho e sem graça.

E nesta hora que precisamos incluir um novo pilar em nossas vidas, ao invés de vivermos no O que eu preciso fazer e quando eu preciso fazer eu preciso me questionar o Porque eu faço o que faço o que faço?

Quando você conseguir responder o porquê você faz o que você faz você começará a encontrar sentido em sua correria ou mudará o sentido (a rota) da sua vida.

Essa simples pergunta nos faz refletir naquilo que de fato importa para a nossa vida, e se conectar com o que de fato é importante para a gente nós dá energia para seguir a diante.

Claro que as vezes para encontrar essa energia é necessário fazer uma pausa, visitar a si mesmo, relaxar, se energizar e seguir a diante.

E ai? Porque você faz o que você faz?

Damaris Alfredo

Especialista em Gestão de Pessoas, atua como Coach, Palestrante Comportamental e Professora em MBA. É apaixonada por carreira desde os 10 anos quando precisou pensar em sua primeira transição. Ama ajudar as pessoas em seu desenvolvimento pessoal e utiliza a escrita como ferramenta neste processo. É Co autora do Livro VOCÊ VAI FICAR SENTADO AI? Da Editora Comunica. Escreve artigos de autodesenvolvimento com foco em carreira com publicações semanais.