Você tem dúvida se está no emprego certo?

Você fez tudo certo, ao menos tudo como manda o figurino: Escolheu um curso, fez faculdade, arrumou um emprego, engoliu sapos, investiu em sua pós-graduação, se esforça para melhorar o seu inglês, mas, de vez enquanto bate aquela dúvida será que estou no emprego certo?

Motivos é que não faltam para essa dúvida,

Primeiro que vamos combinar hoje temos muito mais opções de escolhas de carreira e de emprego do que tinham os nossos pais por exemplo, e todas as vezes que fazemos uma escolha abrimos mão de uma infinidade de possibilidades que não poderemos ter. Não poder fazer as outras coisas gera dúvida.

Segundo motivo e aqui que que eu quero levar você a refletir é que muitas vezes, apesar de estarmos fazendo o que escolhemos fazer, não vemos sentido naquilo que se faz, ou seja não há propósito e se não há propósito as chances de se questionar são bem grandes.

Porque sem um propósito o trabalho ou o emprego passa a ser apenas uma atividade, cai na rotina e começa a ser sempre a mesma coisa: Chata, enfadonha e sem graça. E ai? Vem os questionamentos.

Para algumas pessoas esses questionamentos podem levar um tempo, porque as vezes não estão felizes, mas estão em sua zona de conforto, é o famoso tá ruim, mas está bom.

Agora, se além de não ter um propósito na atividade que realiza a pessoa estiver com resultados ruins, ou enfrentar situações desconfortáveis no ambiente de trabalho, como relacionamento ruim com a equipe ou a chefia, essa dúvida cresce e corre o risco de fazer com que a pessoa até desista daquilo que ela se esforçou tanto para conseguir.

Outro ponto importante de se frisar e que pode gerar muito questionamento sobre estar no emprego ou na profissão certa é quando o profissional está inserido em uma empresa que não tem os valores semelhantes ao dele, ou ainda estar em um ambiente que não valoriza os talentos internos, não possui política de reconhecimento, baixo salário e falta de clareza nas atividades.

Todos esses motivos fazem com que gere muita dúvida ao profissional, e a dúvida é a mãe da insegurança e a insegurança a mãe do medo e o medo nos impede de agir!

Se isso vem acontecendo com você eu tenho um conselho:

Primeiro não saia do seu serviço ainda! Calma! Trabalhe um pouco a sua inteligência emocional e faça algumas análises, perguntas como:

  • De que forma o meu trabalho contribui com as pessoas?
  • Se eu estivesse trabalhando em um outro ambiente, mas fazendo exatamente o que faço como me sentiria?

Esses questionamentos poderão te ajudar a encontrar as respostas dentro de você e trazer clareza para qualquer decisão.

 

 

Damaris Alfredo

Especialista em Gestão de Pessoas, atua como Coach, Palestrante Comportamental e Professora em MBA. É apaixonada por carreira desde os 10 anos quando precisou pensar em sua primeira transição. Ama ajudar as pessoas em seu desenvolvimento pessoal e utiliza a escrita como ferramenta neste processo. É Co autora do Livro VOCÊ VAI FICAR SENTADO AI? Da Editora Comunica. Escreve artigos de autodesenvolvimento com foco em carreira com publicações semanais.