VOCÊ SENTE QUE ESTÁ PERDENDO TEMPO NA VIDA?

VOCÊ SENTE QUE ESTÁ PERDENDO TEMPO NA VIDA?

Já aconteceu com você?

Você está em casa de boa sem fazer nada e feliz por isso porque não fazer nada é bom pra caramba e de repente você pega o seu celular, acessa rapidinho as suas redes sociais e descobre que aquela amiga do colégio está na Disney em mais uma viagem com a família ou que aquele amigo da pré-escola que nunca entendia as brincadeiras acabou de postar que está trabalhando em uma multinacional e foi transferido para uma sede nos Estados Unidos. Ou ainda que aquela amiga loira, alta, bem resolvida acabou de postar que está em um barzinho badalado da cidade.

E você?

Há cinco minutos atrás você estava feliz em estar em casa sem fazer nada, só que neste momento começou a sentir que só você não está fazendo nada, que a vida de todo mundo é legal divertida, menos a sua.  E nada brota aquele sentimento de que você está perdendo tempo na vida.

Já se sentiu assim?

Talvez o que você não saiba é que existe um nome para essa síndrome: FOMO (Fear Of Missing Out), ou seja, medo de estar perdendo algo importante.

Muito relacionado com as redes sociais e a tecnologia que hoje nos permite saber em tempo real tudo o que acontece com todos, inclusive com pessoas que deveríamos perder o vínculo ao longo da vida, esse transtorno causa nas pessoas ansiedade, angustia e sentimento e menos valia, gerando supervalorização nas conquistas alheia e desvalorização nas conquistas do próprio indivíduo.

Se isso vem acontecendo com você, algumas pequenas atitudes poderão te ajudar a vencer esse transtorno e encontrar novamente o equilíbrio que sua vida merece.

  • Reconheça as suas vitórias: Faça uma linha do tempo de suas principais conquistas e deixe em um lugar visível. Temos o hábito de esquecer tudo o que conquistamos, principalmente quando damos foco nas conquistas dos outros, essa ferramenta te ajudará a manter a sua motivação;
  • Não se compare com as outras pessoas, cada um tem uma história. Nas redes sociais o que vemos são imagens, não sabemos o que cada um enfrentou para ter suas conquistas. Buscar a comparação é buscar infelicidade. Por isso, mesmo não sabendo as lutas de cada um, procure elogiar e valorizar a conquista do outro, ao invés de te deixar para baixo a história dele poderá servir de inspiração para você também.
Damaris Alfredo

Especialista em Gestão de Pessoas, atua como Coach, Palestrante Comportamental e Professora em MBA. É apaixonada por carreira desde os 10 anos quando precisou pensar em sua primeira transição. Ama ajudar as pessoas em seu desenvolvimento pessoal e utiliza a escrita como ferramenta neste processo. É Co autora do Livro VOCÊ VAI FICAR SENTADO AI? Da Editora Comunica. Escreve artigos de autodesenvolvimento com foco em carreira com publicações semanais.